grafico
grafico
Vinho Argentino

Rota do vinho Mendoza

Vinhedos da Zona Alta do Rio Mendoza

É a zona mais importante de Mendoza e com mais desenvolvimento vitivinícola, onde se concentra a maioria dos varietais exportáveis, com sua grande estrela: o Malbec. Está localizada na fralda mendocina a 33º graus de Latitude Sul e a região cultivada recebe águas do rio Mendoza.

A temperatura média anual é de 15º C e sua altitude vai desde os 650 aos 1.060 metros acima o nível do mar.

Suas terras são as mais cobiçadas e propícias da Argentina para cultivar cada uma das variedades que oferece o novo mundo.

Localizadas entre os 650 e 1.050 metros sobre o nível do mar, os departamentos de Maipú, Guaymallén, Las Heras, Godoy Cruz e Luján de Cuyo abrigam as melhores bagas para os vinhos que aqui são desenvolvidos. Neste território se localizam as adegas mais tradicionais e centenárias da indústria, assim como também os novos empreendimentos dos últimos 10 anos.

Os distritos de Agrelo, Perdriel, Ugarteche, Las Compuertas e Vistalba são algumas das zonas mais importantes para o crescimento da zona.

As denominações que se encontram a grande altura, como Vistalba, Las Compuertas ou Perdriel são as mais frias e particularmente aptas para o cultivo do Malbec. Em Lujan de Cuyo, Maipú e a localidade de Panquehua (em Las Heras) se encontram as vinhas mais antigas desta variedade.

Vinhedos da Zona Alta do Rio Mendoza

Adegas e Vinhedos Vistalba. Luján de Cuyo.



Na medida em que descendemos, as temperaturas aumentam conformando diferentes terroir em relativamente pouca distância (não mais de 20 km). As condições climáticas permitem a formação da cor e taninos ideais para os vinhos de guarda. A região representa 17% da superfície vitivinícola de Mendoza e possui aproximadamente 360 adegas.

arriba  home

Mendoza - Zona Alta del Río Mendoza
Adega Norton. Luján de Cuyo.

 

grafico
grafico
grafico